A Era da Revolução Digital e o Analytics do Splunk


Você já deve ter ouvido falar que o mundo está entrando na quarta revolução industrial, a Era da Revolução Digital. Mas você entende o que isso significa na prática?

Na prática, todos os aspectos da sociedade humana estão sendo impactados pela aplicação da tecnologia digital – que permite que a inovação seja amplificada em diferentes áreas de conhecimento e de atuação como governos, comunicação de massa, arte, medicina, ciência e contexto corporativo.

Os modelos de negócio, hoje, estão se moldando a uma nova realidade tecnológica.

As mudanças não abrangem só a automação de processos, mas também a busca incansável pela melhora da experiência dos usuários por meio da exploração da tecnologia digital.

Diante desse cenário, novas tecnologias surgem e possibilitam novas formas de desenvolvimento de negócios.

Uma nova era, a Revolução Digital traz consigo mudanças inimagináveis no cotidiano e é disso que falaremos nesse artigo.


Índice de Seleção


A munição é a informação

Em um mundo hiperconectado, o poder está intimamente ligado ao conhecimento e à informação.

O desafio das empresas cresce à medida em que a extensão de interação com o consumidor ou usuário é amplificada.

A busca pelo engajamento é constante, e a troca de informações deve ser bem gerenciada para que gere dados úteis e aplicáveis no desenvolvimento de novas formas de interação.

É inegável que o aumento exponencial das “coisas conectadas” está tornando o cenário – que hoje é de 3.2 bilhões de dispotivos conectados segundo a UIT (União Internacional das Telecomunicações), extremamente rico em dados.

Isso porque a geração de dados é ininterrupta! E, portanto, o volume de dados que são coletados é insanamente grande.

A Symantec, por outro lado, afirma que em 2016 haviam 6 bilhões de dispositivos inteligentes e sua previsão para 2020 é que esse número alcance 20.8 bilhões.

Já a Microsoft aposta em uma previsão bem mais ousada: 50 bilhões de aparelhos conectados em 2020. Além disso, estimam que o volume de dados será de 50 vezes maior do que é hoje.

Seguindo essa previsão, o CIO da FCC (Federal Communications Commission) – David Bray – declarou ter expectativas semelhantes.

“Hoje são 7 bilhões de pessoas, cerca de 850 milhões de web servers online e em torno de 4 bilhões de zettabytes de conteúdo digital pelo mundo. Em 2022, deve-se ter 8 bilhões de pessoas, 75 a 300 bilhões de aparelhos conectados mundialmente e em torno de 96 zettabytes de conteúdo digital disponíveis.”David Bray

Pra você ter uma ideia, a Gartner prevê que em 2021, 2.5 milhões de dólares serão gastos por minuto em dispositivos de Internet das coisas (IoT).

Imagine quantos logs e dados são gerados por todos esses devices conectados!

E quantas informações relevantes esses dados poderão oferecer ao negócio de muitas empresas se puderem ser interpretados facilmente?

Sua geladeira, por exemplo, pode gerar um log – e o que torna isso mais interessante é o fato de que podemos analisá-lo para extrair informações.

Como?

Enquanto a maioria das pessoas só veem servidores e dispositivos, aplicativos e registros, tráfego, nuvem e até geladeira, há ferramentas que vão além.

O Splunk, por exemplo, vê dados em todos os lugares e isso foi um divisor de águas no mercado, entenda.

Entendendo melhor o que é o Splunk

As definições do Splunk são inúmeras, assim como as possibilidades que ele oferece.

Splunk é uma plataforma de inteligência operacional, que analisa e visualiza logs e dados de máquina gerados em diversos tipos de fontes e formatos.

Vamos tentar entender melhor como isso funciona. Geralmente, o que você faz quando precisa de informações sobre o estado de uma máquina ou software? Você procura em seus logfiles, certo? Lá você vai encontrar o report das atividades recentes. Até aí, tudo bem.

Agora, o que você faz quando precisa de informações sobre o estado de todos os dispositivos do seu data center? Olhar para todos os logfiles seria meio difícil por uma questão prática de quantidade e tempo. – E é aí que entra o Splunk.

Podemos dizer que o Splunk começou como uma espécie de Google para Logfiles – Hoje existem muitas outras funcionalidades, que envolvem reconhecimento de padrões e análises mais elaboradas.

Foi com o surgimento do Big Data que o Splunk se destacou e se tornou proeminente para o domínio e análise de grandes dados e uso de dashboards feitos para a melhor visualização dessas análises.

Por falar em Big Data, você está por dentro desse assunto?

Para entender melhor, você pode conferir alguns dos nossos materiais sobre o tema. Dê uma olhada nestes links:

O que é Big Data?
A estratégia de Big Data e Analytics

Big Data e Splunk tem tudo a ver.

Entender que o gerenciamento de dados é essencial para a compreensão de diferentes aspectos do negócio e, consequentemente, ganho de maior agilidade e eficiência, muda a estratégia das organizações e as transforma em modelos de negócio modernos e capazes de inovar.

O Splunk pode extrair dados de todo e qualquer lugar, mas isso não é tudo.

Com Splunk é possível dar significado aos dados, sendo possível finalmente ver todos os dados em um só lugar, em vez de ter que buscar, pesquisar e descobrir como juntá-los.

Assim é viável descobrir informações ignoradas ou nunca percebidas que podem tornar empresas mais produtivas, rentáveis, competitivas e seguras.

Basicamente, é como se os dados gerados por dispositivos digitais fossem traduzidos em informações que podem ser usadas para a otimização da prática de TI como um todo – inclusive para a potencialização de negócios.

Essas informações agrupadas geram padrões, e é a partir deles que podemos compreender e gerar respostas para o comportamento de consumidores, serviços, devices e usuários em tempo real.

Acredite, isso não seria possível só com o esforço humano.


O que é possível fazer com o Splunk?

Resumidamente podemos dizer que quando não estruturados, os dados de máquina são complexos de entender e inadequados para análise.

O Splunk é ideal e necessário para colocar ordem na casa.

Você pode alimentar o Splunk com os dados da máquina e ele fará o trabalho sujo – processando os dados brutos – Depois do processamento e da extração das informações relevantes, você será capaz de localizar problemas e identificar onde deve focar seus esforços.

Gerenciamento de aplicativos

O Splunk possibilita a visibilidade operacional em todas as aplicações, diminuindo drasticamente o tempo de inatividade e os dimensionamentos.

Ou seja, o uso do Splunk otimiza o tempo de operação dando visibilidade aos dados e possibilitando o surgimento de insights críticos – com ele é fácil construir gráficos elaborados e previsões que são atualizadas em tempo real.

O Splunk auxilia na colaboração entre as equipes de Desenvolvimento e Operações, gerando aos desenvolvedores um acesso seguro aos dados essenciais, sem que precisem acessar propriamente os sistemas de produção.

Segurança e Conformidade

O Splunk oferece monitoramento de segurança, análise de histórico e visualização de imensos conjuntos de dados em tempo real, proporcionando inteligência de segurança para as ameaças conhecidas e desconhecidas.

Com ele, é possível ter visibilidade em diferentes ambientes como on premises, nuvem e híbrido. Também é possível indexar o log de qualquer dado de máquina, de qualquer fonte.

Isso permite realizar investigações extensivas de incidentes, manter uma defesa proativa e suportar a criação de relatórios ad hoc em minutos.

Infraestrutura e gerenciamento de operações de TI

O Splunk permite detectar e investigar problemas em redes, servidores e armazenamentos, localizados em infraestruturas físicas, virtuais ou em nuvem, com monitoramento em tempo real, com alertas proativos, detalhando os dados e, ajudando a resolver os problemas em muito menos tempo.

Análise empresarial e da web

As empresas líderes estão usando dados de máquina para oferecer informações novas em tempo real a equipes de executivos, vendas, produtos, marketing, operações e serviço ao cliente, informações geográficas dos seus negócios em tempo real.

As 6 principais vantagens do Splunk

Basta apontar o Splunk Enterprise para seus dados – do data center ao laptop – e ele começará imediatamente a coletar, indexar e correlacioná-los, permitindo assim que você possa iniciar suas pesquisas e análises em tempo real.

Uma das grandes vantagens é a visibilidade que dá a TI, tornando-o um setor estratégico para obter vantagens competitivas como nunca antes nas empresas.

Principais vantagens do Splunk:

  • 1. Coletar e indexar registros e dados de máquina de toda e qualquer fonte.
  • 2. Pesquisar, analisar e visualizar por qualquer tipo de usuário.
  • 3. Aplicativos que oferecem soluções para segurança, operação de TI, análise de negócios e mais.
  • 4. Visibilidade em diferentes ambientes (local, nuvem ou híbrido).
  • 5. Proporciona escala, segurança e disponibilidade adequadas para qualquer organização.
  • 6. Disponível como software ou SaaS.

Splunk e Big Data

O Big Data, este conjunto imenso de dados desestruturados que necessita de ferramentas para ser desvendado e transformado em informações de valor, cada vez mais vem sendo utilizado para que as empresas melhorem suas decisões e seus negócios.

Com o poder do Splunk, essa grande quantidade de dados pode ter mais valor e fazer sentido para a maioria das empresas.

Você consegue saber mais no e-book Como Big Data e Business Analytics podem mudar o rumo do seu negócio.

Revolução digital

Nos negócios

De acordo com o Gartner, até o final de 2015, 85% das empresas listadas pela revista Fortune como sendo as mais competitivas do mundo devem utilizar Big Data plenamente para suas tomadas de decisões.

Isso demonstra o potencial de crescimento que a plataforma tem no mercado.

Aliado a isso, gestores corporativos estão mais envolvidos em um ambiente cada vez mais competitivo e precisam decidir com mais rapidez, reagir de uma maneira mais antecipada e flexível, agir pensando em médio e longo prazo e estimular a colaboração.

Cenário ideal para utilização do Splunk.

Quadrante mágico do Gartner

Nos últimos 04 anos o Gartner nomeou o Splunk como líder do Quadrante Mágico em SIEM, revelando uma grande capacidade do Splunk para Segurança da Informação, melhorando a detecção e resposta a ameaças avançadas e mudando para melhor o cenário de inteligência de segurança das empresas.

O Gartner é referência em pesquisas sobre tecnologias e levantamento de soluções.

Com as análises do Gartner as empresas conseguem posicionar produtos e soluções para tomadas de decisões mais assertivas.

Revolução digital-2


Conclusão

Na Era da Revolução Digital, o processamento em tempo real é a característica que mais tornou o Splunk popular, porque o mundo viu a intensa e rápida evolução dos dispositivos de armazenamento e dos processadores, mas não viu a mesma velocidade de evolução em relação ao movimento e gerenciamento de dados. 

Este é um ponto nevrálgico na maior parte das organizações há muito tempo.

Então, se com o pouco que vimos já constatamos que o Splunk é uma ferramenta incrível para os negócios, acredite em mim quando digo que é só a ponta do iceberg.

Há muito o que se desenvolver a partir do monitoramento e análise de dados.

Posso citar outros benefícios relacionados à implementação do Splunk, como por exemplo, que os dados de entrada podem estar em qualquer formato (.cvs, json ou qualquer outro), ou a possibilidade de configurar o Splunk para enviar notificações de alerta quando se iniciarem mudanças no estado de eventos da máquina.

Ou ainda a possibilidade de prever com precisão quais são os recursos necessários para escalar a infraestrutura do seu negócio.

Mas eu não seria possível descrever tudo que o Splunk pode fazer pelo seu negócio.

O fato é que a informação que você precisa e ainda não enxerga, pode ser revelada por ele.

Há um mundo de possibilidades a ser explorado – Os dados estão lá, esperando para serem estruturados. E você, está pronto para encarar a Revolução Digital?