Os dados gerados diariamente pelas empresas podem ser usados para tomar decisões de alto nível, reduzindo custos, aumentando receitas, criando melhores experiências para o cliente e até melhorando o ambiente de trabalho para os funcionários.

Apesar de ser tentador, a abordagem pode levar a diversos problemas caso os usuários não saibam como trabalhar com dados ou a TI não possa dar o apoio necessário. Conheça alguns passos necessários para usar os dados com sucesso nas tomadas de decisão:

Construa uma base

Não importa se sua empresa já tem uma plataforma tradicional de business intelligence (BI) ou se nem tem um departamento de BI implementado ainda, é importante ter os elementos básicos para lidar com dados no lugar. Isso começa pelo entendimento da performance da empresa no passado e os fatores que levaram a isso. Essa etapa pode ser feita com base nas unidades de negócio existentes e seus relatórios para criar uma imagem do que já aconteceu.

Assim também é possível entender como decisões passadas levaram a resultados específicos. A construção dessa base envolve relacionar diversas fontes de dados para que cada equipe possa olhá-los de um contexto diferente.

Use as métricas certas

A partir da base, podemos criar relatórios mais detalhados para mostrar qual é a situação real da empresa. Essas informações oferecem um contexto mais amplo para o desempenho de áreas como vendas e marketing.

É importante que os departamentos não trabalhem em isolamento na definição dos objetivos e metas. Apesar de todos os funcionários trabalharem pelo mesmo negócio, os objetivos de alguns departamentos podem ser conflitantes. Além disso, sem os dados “no lugar certo”, fica difícil encontrar a causa de problemas que possam existir.

Usando os dados de desempenhos passados, é possível observar como cada equipe atingiu seus objetivos e enxergam os problemas. Assim, a empresa pode criar novas métricas que acompanhem as necessidades do negócio de maneira mais ampla, e não apenas dos times individualmente. Essas informações podem ser usadas para incentivar a colaboração.

Isso envolve identificar indicadores chave dos quais cada departamento depende e transformá-los em itens relevantes para todo o negócio.

Preveja onde investir

Após construir uma base e determinar as métricas certas, podemos olhar adiante e começar a usar os dados para direcionar o negócio. Análises preditivas envolvem usar dados passados para prever com certa precisão o que vai acontecer no futuro.

Para o alinhamento entre vendas e marketing, análises preditivas podem ser usadas para mostrar como o investimento em certos canais de vendas e campanhas devem gerar retornos específicos. Da mesma maneira, o RH pode ver como os funcionários estão desempenhando suas atividades e observar padrões que podem ajudar em futuras contratações.

Os modelos de análise preditiva podem mostrar o impacto das decisões no negócio em diferentes cenários, fazendo com que seja possível escolher o que será mais positivo para a empresa.