Os países da América Latina têm enfrentado tempos difíceis em razão da crise econômica, em especial o Brasil, que foi um dos que mais sofreram com a alta do dólar. Apesar das dificuldades, no entanto, 2016 tem tudo para ser o ano das soluções de business analytics devido às grandes oportunidades oferecidas pelo potencial de transformação digital na região.

A América Latina demonstra que, quando se dedica à aplicação de novas tecnologias e práticas, seu potencial de expansão econômica é muito maior. Veja algumas forças que devem direcionar a adoção de novas tecnologias de análise e interpretação de dados na região.

Mobilidade

Segundo dados divulgados pelo IDC em dezembro de 2015, em 2014 havia 689 milhões de celulares na América Latina, dos quais 52% são smartphones. Em 2019, mais da metade dos trabalhadores da região terão smartphones.

Se as empresas investirem com sabedoria nessa tendência, poderão melhorar os níveis de eficiência operacional e criar novos serviços e mercados. É o caso, por exemplo, dos bancos, especialmente os brasileiros, que investem cada vez mais no mobile, oferecendo opções de depósito, transferência e extrato por meio dos dispositivos móveis. A tendência é que o mobile se torne o principal meio usado pela população mais jovem.

E-commerce

A classe média cresceu 50% entre 2000 e 2010 na América Latina, de acordo com dados do Banco Mundial. São cerca de 50 milhões de novos compradores cada vez mais sofisticados e conectados. Os compradores da América Latina ainda estão em uma fase inicial de migração para o e-commerce, dando às empresas (tanto as novatas quanto as mais tradicionais) oportunidades de otimizar sua presença na web para conquistar uma maior fatia do mercado.

Internet das coisas

As indústrias de commodities, energia e manufatura podem melhorar seus níveis de eficiência operacional e criar novos serviços com dados gerados por máquina. Segundo estudo do IDC, o mercado de internet das coisas vai dobrar, atingindo US$ 15,6 bilhões entre os anos de 2014 e 2020 à medida que o número de endpoints na região deve triplicar para mais de 800 milhões.

Todas essas forças dependem das soluções de business analytics, que trarão mais eficiência e efetividade à análise e interpretação de dados. As empresas que mais tirarão proveito dessas vantagens serão àquelas que não têm medo de abraçar novas plataformas e fontes de dados em tempo real.

Para analisar essas novas fontes, especialmente os dados gerados por máquina, as empresas precisarão de novas soluções de analytics capazes de dar às organizações mais poder de modificar sua arquitetura e seus fluxos de trabalho sem ter de tornar os processos mais complexos. Isso significa automatizar o tráfego de tabelas e dados não estruturados, eliminando os comandos manuais.

Quer saber mais sobre como o business analytics está revolucionando o mercado? Leia o whitepaper da PROOF Como big data e business analytics podem mudar o rumo do seu negócio.

Com Smart Data Collective