Atualmente há uma série de novos desafios, como a necessidade de autenticação e controle de acesso em tempo real, que exigem da segurança da informação novas abordagens e tecnologias de segurança.

As ameaças enfrentadas por consumidores, negócios e governos exigem soluções de segurança inteligentes, que tenham dados de segurança como foco.

Entenda algumas tecnologias de segurança que vão guiar a próxima geração da segurança de dados:

 

Segurança deve ser em tempo real

A autenticação tem sido uma ferramenta efetiva contra as ameaças, porém, algumas persistem mesmo depois da verificação de acesso do usuário.

Isso acontece porque a análise em tempo real se tornou uma necessidade. Só porque um usuário foi autenticado há dois minutos, não significa que tenha deixado de ser uma ameaça.

O desafio de oferecer segurança em tempo real só pode ser atendido com uma combinação de hardware e software inteligentes.

Uma tendência crescente é o uso de inteligência artificial e User Behaviour Analytics (UBA).

 

UBA gera novas demandas em sistemas

O UBA não desempenha seu papel apenas nos computadores dos usuários, mas em toda a rede. O objetivo é o mesmo: analisar o comportamento de toda a rede.

O uso de algoritmos inteligentes para determinar se um ataque está em execução e aprender com padrões passados é importante, porém, há custos para processar tantos dados e tomar uma decisão efetiva antes que um ataque cause danos críticos.

Tecnologias como análise comportamental e inteligência artificial são importantes para lidar com alguns desafios trazidos pela segurança em tempo real.

No entanto, requerem um grande poder de proteger o usuário enquanto oferece uma experiência positiva, já que, como sabemos, o usuário tende a evitar ou sabotar funcionalidades de interfaces lentas ou complexas demais.

 

Malware, infraestrutura e criptografia

O UBA é uma ferramenta importante que permite melhorar soluções já existentes, como as de detecção de malwares.

Uma série de fornecedores de softwares de segurança já está modificando soluções tradicionais, como antivírus, para fazer uso de tecnologias como UBA para identificar novas ameaças.

A tendência é que vejamos cada vez mais fornecedores criando soluções mais complexas com modelos de análise mais ricos e investindo em pesquisas em inteligência artificial para melhorar seus algoritmos.

Saiba mais sobre o que será tendência em segurança da informação nos próximos anos no whitepaper da PROOF, O Papel do CIO e do CISO no Novo Cenário de Segurança.

Com Dark Reading