O crescimento dos ataques de phishing e de outras atividades fraudulentas realizadas no ambiente cibernético não é novidade para ninguém. No entanto, proteger informações sensíveis de forma rentável e sem comprometer a usabilidade e conveniência do cliente continuam sendo dois grandes desafios para as empresas.

Sob este cenário e o aumento na utilização de smartphones para transações online, realizar a autenticação multifator pode trazer grandes benefícios para ambos os lados, sendo que o primeiro deles é a prevenção de prejuízos financeiros ocasionados por falha na segurança das plataformas.

Além da utilização de nome de usuário e senha, uma segunda autenticação com o envio de um código ou senha para o e-mail ou dispositivo móvel do cliente tem sido um método de autenticação multifator cada vez mais utilizado no mercado. No entanto, smartphones, notebooks e tablets nem sempre são seguros e um crescente volume de malwares tem permitido que códigos de verificação fossem rastreados e utilizados por hackers, em diversas partes do mundo.

A solução para inibir esses fatores é incluir um novo tipo de autenticação multifator, principalmente para o acesso a dados sensíveis. Um relatório recente da Gartner apontou a tendência de que dispositivos móveis podem fazer uso de serviços de notificação, que fornecem um canal de autenticação out-of-band mais seguro. Servidores de autenticação enviam notificações por meio do sistema operacional do dispositivo. Essas mensagens são encaminhadas para um pré-registro do dispositivo e acionam um aplicativo local que pode autenticar ainda mais o usuário, por meio de informações contextuais, PIN / senha ou método biométrico. Após a autenticação local bem sucedida, o aplicativo notifica o serviço de autenticação, que completa o ciclo out-of-band.

Para saber mais sobre como implementar uma estratégia de segurança adequada para a sua empresa, confira o whitepaper da PROOF Como implementar um risk assessment efetivo, e minimize os efeitos de quaisquer riscos em seus ativos.