Veja como uma estratégia pode prevenir o caos da nuvem

Enquanto os usuários vão adotando novos serviços de cloud computing sem passar pela TI, muitas empresas acabam com uma nuvem híbrida, mas sem nenhuma estratégia, lutando para “juntar os pedaços” e garantir que a nuvem seja gerenciada, integrada e protegida de maneira apropriada e evitar o caos na nuvem.

Isso acontece não apenas porque a nuvem é mais rápida e fácil de ser implantada do que os tradicionais sistemas de TI, mas por causa da shadow IT – quando departamentos adotam novos serviços na nuvem sem a aprovação formal da TI.

Algumas empresas, por exemplo, usam centenas de diferentes softwares e aplicações sem nem se dar conta. Outras ficam surpresas ao saber quantos diferentes fornecedores de nuvem pública usam: Google Drive para armazenamento, Amazon Web Services para processamento, Rackspace para gerenciamento da nuvem, Salesforce para CRM, Dropbox para compartilhamento de arquivos, entre outros.

No entanto, assim como é feito para qualquer projeto de TI, qualquer nova aquisição, uso e gerenciamento de serviços na nuvem deve ter um planejamento detalhado. Isso é essencial principalmente para ambientes críticos, com múltiplos fornecedores ou plataformas. A segurança deve ser o núcleo do planejamento de uma nuvem híbrida.

Ferramentas de governança e gerenciamento ajudam

Além do planejamento, que é essencial para ambientes na nuvem, o conjunto de ferramentas certas pode fazer a diferença na implantação da tecnologia. Para isso, as empresas devem considerar ferramentas de serviço na nuvem de terceiros e APIs de governança.

Uma plataforma de gerenciamento de nuvem deve oferecer uma suíte de ferramentas integrada que permita às empresas automatizar funções em ambientes públicos e privados. Outras capacidades incluem a otimização de carga de trabalho por meio de políticas, fluxos de trabalho e controles de acesso com base em cargo.

A PROOF oferece soluções efetivas para segurança na nuvem. O Cloud Security da PROOF assegura a segurança de dados, prevenindo vazamento de dados, principalmente, dados internos e sensíveis à organização; perda de dados por causa de problemas físicos ou ciberataques; sequestro do tráfego de informações, APIs pouco seguras, ataques DDoS e muito mais.

Conheça os cinco principais desafios de segurança na nuvem

Em nosso mundo movido a tecnologia, a segurança na nuvem é uma questão que precisa ser discutida desde os mais altos níveis organizacionais da empresa até os mais novos funcionários.

Conheça alguns desafios de segurança na nuvem que o mundo corporativo deve enfrentar:

Ataques distribuídos de negação de serviço

Também conhecidos como Distributed Denial of Service (DDoS) attack, esse tipo de ataque é projetado para oprimir servidores de websites para que eles não possam mais responder aos comandos dos usuários legítimos. Quando um ataque distribuído é bem sucedido, é capaz de render um website por horas ou até dias, resultando em perda de receita, confiança do cliente e autoridade da marca.

Mais e mais empresas e operações estão mudando para a nuvem e os fornecedores de serviços na nuvem estão se tornando um dos principais alvos de ataques maliciosos. Os ataques DDoS estão cada vez mais comuns.

Violações de dados

Tradicionalmente, os profissionais de TI costumavam ter grande controle da infraestrutura de rede e do hardware, assegurando a propriedade dos dados. Na nuvem (sejam elas privadas, públicas ou híbridas), alguns desses controles devem ser confiados a parceiros. Escolher o fornecedor certo, com um forte histórico de segurança, é vital para lidar com esse desafio.

Perda de dados

Quando informações de negócios críticas são movidas para a nuvem, é normal se preocupar com a segurança. Perder dados da nuvem, seja por acidente, uma ação maliciosa ou um ato “da natureza” que derrube o servidor, pode ser um desastre para uma empresa. Frequentemente um ataque distribuído é apenas uma distração para uma ameaça maior, como tentativas de roubar ou deletar dados.

Para enfrentar esse desafio, é essencial ter um processo de recuperação de desastres, assim como um sistema integrado para mitigar ataques.

Pontos de acesso inseguros

Um dos grandes benefícios da nuvem é que ela pode ser acessada de qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Mas e se as interfaces e APIs com as quais os usuários interagem não forem seguras? Hackers podem descobrir esses tipos de vulnerabilidade e explorá-las.

Notificações e alertas

Consciência e comunicações apropriadas das ameaças de segurança são um pilar da segurança da rede e o mesmo serve para a segurança da nuvem. Alertar os gestores de sites e aplicações assim que uma ameaça é identificada deve fazer parte de um plano de segurança. Uma mitigação rápida consiste em uma comunicação clara e rápida para que os passos necessários possam ser tomados para minimizar o impacto de uma possível violação.

A PROOF une quase uma década de experiência em segurança da informação e seu DNA de inovação e segurança para trazer soluções de ponta quando se trata de segurança na nuvem. A PROOF tem uma abordagem 360º quando se trata de segurança: dentro e fora da nuvem da empresa. O Cloud Security pode ser integrado a outros serviços em segurança da informação da PROOF, como o MSS e o Security Advisor.

Com Help Net Security

Como implementar uma nuvem segura

Muitos profissionais sempre se lembram de pontos negativos em relação à nuvem. Os constantes lapsos de segurança, a falta de controle e a mudança cada vez maior para a nuvem parecem ser a receita do desastre. No entanto, com tanta negatividade e a necessidade de focar nas desvantagens dos riscos, é fácil considerar uma ameaça tudo que é relacionado à nuvem.

No entanto, a nuvem na verdade pode ser uma oportunidade de resolver o verdadeiro problema: como proteger as informações mais importantes das corporações? A resposta é uma solução de nuvem segura para aumentar a segurança dos dados da empresa. Elas também oferecem a tão sonhada possibilidade de ter o controle da nuvem.

Para isso, é preciso direcionar esforços na inclusão da nuvem na estratégia empresarial. Conheça três aspectos a serem considerados pelos líderes de segurança:

Seleção

Essa parte do processo inclui informar e definir critérios para guiar a escolha de soluções que beneficiem os negócios, mas também protejam as informações.

É a oportunidade que o time de segurança tem de se envolver cedo o bastante para que considerações chave sejam inclusas. Para a liderança, é a oportunidade de incorporar a segurança como um benefício para os negócios, não um obstáculo.

Proteção

Manter as informações protegidas não depende apenas da escolha da solução, independente do quão seguras sejam as ferramentas escolhidas. Nessa etapa, entende-se o ambiente virtual da empresa para arquitetar a melhor maneira de manter a informação segura.

Essa parte do processo exige investimento de tempo e parceria com a empresa fornecedora para explorar e desenvolver uma abordagem apropriada. Quem está fazendo o quê e por quê? Como o acesso é controlado? Como os dados são protegidos? O que sua empresa pode fazer? O que o fornecedor pode fazer? O que o fornecedor pode fazer ainda que com custos extras?

Operação

Selecionar e proteger as soluções são ações necessárias, no entanto, a maior parte do tempo é gasta com o consumo dos serviços. A abordagem da liderança deve ser o desenvolvimento claro e documentado de um processo de medição de performance e de risco, avaliação do funcionamento de controles e proteções, incluindo novas opções disponíveis, checagem periódica do valor e melhorá-lo.

A PROOF traz soluções de ponta quando se trata de segurança na nuvem. Aliados à expertise dos seus profissionais e às soluções dos parceiros, os serviços da PROOF permitem oferecer às organizações estratégias que assegurem a segurança dos dados no que tange aos principais riscos da nuvem, como vazamento de dados e, principalmente, dados internos e sensíveis à organização.

Com CSO