Tudo sobre segurança na nuvem

[av_heading heading=’Tudo sobre segurança na nuvem’ tag=’h1′ style=” size=” subheading_active=” subheading_size=’15’ padding=’10’ color=” custom_font=”][/av_heading]

[av_textblock size=” font_color=” color=”]
cloud-security

A nuvem aumentou consideravelmente os vetores de ataque para os cibercriminosos. Com isso, ferramentas como firewalls e antivírus, apesar de ainda terem sua importância na estratégia de segurança da informação atual, não são mais tão efetivas como antigamente, quando tudo que era valioso para o negócio se encontrava atrás do perímetro.

Ignorar a nuvem é algo impensável levando em consideração as vantagens da cloud computing, como redução de custos e redução do time-to-marketing para novas aplicações.

Por isso, novas abordagens de segurança na nuvem são necessárias para lidar com as novas ameaças e continuar aproveitando suas vantagens. Conheça duas delas:

Considere cada solução individualmente

Diferente de anos atrás, quando havia, teoricamente, apenas uma porta de entrada para os ataques, hoje cada aplicativo baseado na nuvem tem seu próprio perímetro de proteção, com isso, uma boa estratégia de segurança na nuvem é pensar na proteção de cada aplicativo individualmente.

Cada aplicativo baseado na nuvem precisa ter seus próprios dispositivos de proteção contra invasão, ataques DDoS e roubo de informações e suas próprias políticas de segurança, ou seja, os mesmos componentes de segurança do perímetro da rede corporativa.

Essa abordagem de segurança na nuvem consiste na implementação de controles de proteção por aplicativo, algo que garantiria a proteção que a nuvem precisa, mas que também demandaria controles para centralizar as informações de múltiplas ferramentas de segurança em diferentes aplicações.

Adote o cloud-first

Outra abordagem de segurança na nuvem é a cloud-first, um conceito já bastante difundido entre desenvolvedores ao criar novas aplicações voltadas para a nuvem.

Em segurança, esse conceito consiste na centralização da segurança na nuvem, adaptando a estratégia tradicional para cloud em um modelo “as a service”.

Com isso, as empresas evitariam os custos de abrigar serviços primários de segurança no data center, obrigando todo o tráfego da rede a passar por ele. As principais vantagens desse modelo é a eliminação da gestão de dispositivos.

Independente da estratégia escolhida, a PROOF oferece soluções de ponta quando o assunto é segurança na nuvem.

O serviço de Cloud Security da PROOF faz uma análise do ambiente, das necessidades do negócio e do comportamento do usuário para desenhar a melhor estratégia de segurança na nuvem para sua empresa, com soluções efetivas.

O serviço de Cloud Security oferece às organizações estratégias para assegurar a segurança dos dados no que tange os principais riscos da nuvem, como vazamento de dados e dados internos sensíveis à empresa.

Saiba mais sobre o serviço de Cloud Security e entenda como podemos ajudá-lo a obter mais segurança na nuvem.
[/av_textblock]

Segurança na nuvem é a maior barreira para os CIOs

Ninguém mais duvida da importância da nuvem para o crescimento de negócios digitais. Mas há quem duvide da segurança na nuvem em sua estratégia empresarial.

A tecnologia já deixou de ser uma aposta e a pergunta principal não é mais “vamos adotar os serviços na nuvem”, mas sim “quando vamos adotar?” ou “quem vai adotar primeiro?”.

Em 2014, serviços baseados na nuvem movimentaram cerca de US$ 56,6 bilhões. O número representa menos de 3% do gasto mundial com a TI, mas ainda mostra um crescimento de dez vezes em seis anos.

Segundo o IDC, o mercado de nuvem deve chegar a US$ 127 bilhões, dobrando o valor atual em quatro anos.

Ainda assim, os CIOs veem obstáculos na adoção do cloud computing, o principal deles é a segurança na nuvem, que, segundo o relatório Cloud Security Report, da Crowd Research Partners, é a maior barreira.

De acordo com a pesquisa, 9 em cada 10 executivos apontaram a segurança na nuvem como seu maior receio na migração de serviços.

Além disso, quase 80% dos gerentes estão preocupados com os serviços pessoais usados por visitantes e funcionários.

Essa preocupação deve alavancar o crescimento de tecnologias de segurança na nuvem, como Cloud Access Security Broker (CASB), criptografia e Identity and Access Management.

Segundo o Gartner, em 2015, os gastos com segurança na nuvem superaram os US$ 3,1 bilhões. Entre as soluções estão Cloud IAM, Web Security, Cloud IDS/IPS, Network Security e Cloud Database Security.

Como a PROOF pode ajudar

Bloquear o avanço dos serviços na nuvem nas corporações é impensável atualmente. Os serviços na nuvem permitem que as empresas economizem com hardware e aumentem a produtividade dos funcionários.

No entanto, garantir a segurança na migração para a nuvem e no uso de ferramentas baseadas nessa tecnologia deve ser uma prioridade.

A nuvem ainda oferece riscos, como vazamento e perda de dados, sequestro do tráfego de informações, APIs pouco seguras e ataques DDoS. A PROOF oferece uma abordagem 360º quando o assunto é segurança: dentro ou fora da nuvem da empresa.

Aliados à expertise de seus profissionais e às soluções dos parceiros, os serviços de Cloud Security da PROOF permitem que as empresas se protejam dos principais riscos da nuvem.

Isso começa com uma análise detalhada do ambiente computacional, suas necessidades de negócio e o comportamento do usuário.

Com essas informações, a PROOF consegue desenhar a melhor solução para proteger a empresa e seus dados na nuvem.

Além da nuvem, os CIOs e CISOs têm outras preocupações em relação ao atual cenário de segurança. Baixe o whitepaper da PROOF e saiba mais sobre os desafios desses profissionais.